taxa de absenteísmo

Como reduzir a taxa de absenteísmo

16 agosto, 2022

A taxa de absenteísmo é um ótimo termômetro para a relação da empresa com os colaboradores, e é importante até como um indicador para saúde corporativa

Faltas e atrasos que acontecem de vez em quando são comuns, mas quando são frequentes, podem prejudicar a produtividade e os resultados, além de demonstrar possíveis problemas de compatibilidade entre corporação e funcionários.

Saiba mais sobre a taxa de absenteísmo e como utilizar a gestão de saúde corporativa para reduzi-la!

O que é a taxa de absenteísmo?

O absenteísmo nada mais é do que a ausência ou atraso de um trabalhador, e a taxa é um indicador calculado para entender o impacto dessas ausências no quadro de uma empresa.

Um trabalhador ter que se ausentar vez ou outra é normal, mas se acende um sinal de alerta quando a taxa de absenteísmo geral está muito alta, pois isso pode representar uma série de problemas, como:

  • Cultura organizacional incompatível com os valores do trabalhador;
  • Problemas de saúde física e mental;
  • Clima organizacional ruim;
  • Má liderança;
  • Entre outros.

Como calcular a taxa de absenteísmo

Para calcular a taxa de absenteísmo da empresa, a conta mais utilizada é a relação entre o total de faltas e atrasos e quantidade de dias/horas trabalhadas pelos colaboradores.

É importante notar que as férias não são calculadas na taxa de absenteísmo, pois se tratam de um direito trabalhista. 

A fórmula é a seguinte:

(total de colaboradores x total de faltas e atrasos) ÷ (total de colaboradores x total de dias trabalhados)

Por exemplo, se a empresa tem 200 funcionários, a jornada é de 8h diárias e 20 dias por mês e a média de faltas é 2 por colaborador, o cálculo seria:

(200 x 2) ÷ (200 x 20) = 400 ÷ 4000 = 0,10 = 10% de absenteísmo

A taxa média de absenteísmo aceitável depende do setor no qual a empresa atua, mas no geral é considerada saudável uma taxa de até 4%. Ou seja, a empresa do exemplo citado precisaria montar um plano de ação a fim de reduzir o absenteísmo entre funcionários.

Qual a diferença entre turnover e absenteísmo?

As taxas de absenteísmo e turnover são diferentes, mas suas causas podem estar, sim, diretamente relacionadas.

A taxa de turnover se refere à rotatividade de funcionários, uma relação entre entradas e desligamentos da empresa. Já o absenteísmo se refere às faltas e atrasos.

Entretanto, como já foi mencionado, uma alta taxa de absenteísmo pode indicar uma série de problemas, os quais também podem resultar em um desligamento. É por isso que é tão importante que o setor de RH cuide das duas taxas e as acompanhe com frequência.

– Leia também: Como reduzir a taxa de turnover da empresa

Como reduzir o absenteísmo 

Após fazer o cálculo da taxa de absenteísmo e concluir que o resultado não foi aceitável, resta à empresa investigar as causas e montar um plano de ação para reduzir as faltas e atrasos entre seus funcionários.

Assim que os motivos estiverem claros para o RH, é hora de direcionar as estratégias e botar a mão na massa. Algumas coisas que a empresa pode fazer são:

  • Trabalhar a cultura e o clima organizacional

Ter uma cultura organizacional é fundamental para expor os valores e definir o dia a dia da empresa, mas, mais do que isso, também é necessário cuidar do clima organizacional.

O clima é basicamente a percepção dos funcionários quanto à cultura. Então, de nada adianta citar a missão, visão e valores da corporação quando a rotina trabalhando nela está muito diferente deles.

O sentimento de pertencimento e de ser uma peça essencial para a empresa motiva os funcionários a sempre darem seu melhor e são um resultado direto da cultura organizacional.

  • Bonificar e valorizar os funcionários

Colaboradores desengajados ou que trabalham em empresas com poucas chances de crescimento são mais propensos a se ausentar mais e até de se desligarem.

Algo que pode resolver isso é construir uma política de benefícios corporativos e passar a ter uma cultura de valorização aos colaboradores, oferecendo coisas como plano de carreira, feedbacks frequentes e planos de desenvolvimento.

– Leia também: Como construir uma política de benefícios em sua empresa

O plano de carreira dará um senso de direcionamento e fará com que o colaborador procure se dedicar ainda mais para atingir os patamares desejados, enquanto o feedback construtivo o orienta no que pode melhorar e desenvolver.

  • Fazer a gestão de saúde dos colaboradores

A gestão de saúde corporativa, quando feita acompanhada de uma equipe de saúde e uma plataforma de dados inteligentes, traz inúmeras vantagens para a empresa.

Especialmente quando é focada na saúde preventiva, a gestão de saúde faz com que a qualidade de vida dos colaboradores aumente. Com esse ganho em bem-estar, os colaboradores acabam se ausentando menos por motivos de saúde e a taxa de absenteísmo é reduzida.

Isso é mais do que possível quando sua empresa conta com a Wellbe! Somos uma solução de gestão de saúde corporativa completa para sua empresa, ajudando na elaboração de ações de saúde e na visualização de informações importantes para reduzir a sinistralidade, o absenteísmo, ajudar na renegociação do reajuste, aumentar a qualidade de vida dos funcionários e muito mais!

Conheça as nossas soluções para empresas

Leia também


Deixe seu comentário